segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Quando a preguiça aperta....

Diz que a Segunda-feira é o meu dia de folga. E de filha. E da casa. E de dormir sesta!!
Mas gosto tanto de comer bem na mesma, que raramente me escapo a um petisco, por muito simples que seja.
Hoje fiz um frango com molho de vinho tinto (cerca de 50cl) e com ervas aromáticas, paprika e sal.
Tudo dentro de um saco de forno, 60 min a 200 graus.
Acompanhei com uma salada de pepino Holandês, trilogia de tomates e coentros frescos.
Soube pela vida!

Fica o registo.


terça-feira, 11 de agosto de 2015

Voltei, voltei!

Andava desaparecida já há uns meses.
Muito mudou por cá. Muito terá mudado por aí....
Estou a pensar em mudar o cabeçalho do blog porque, por muito que me apeteça contar-vos sempre coisas novas sobre comidas e receitas, há sempre imensas peripécias, fotografias e detalhes que me inspiram e que adoraria partilhar convosco, apesar de nada se enquadrarem no Marta LaChef. Deixam?

Para além de sentir falta deste cantinho, sentia mesmo era a vossa falta. (Olha a lamechice....)

Mas para ainda não destoar muito, aqui fica o meu jantar de hoje! 😃


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Passatempo workshop de chocolate








Ah pois é! Foi desta que perdi a cabeça....
Para comemorar o facto de ter chegado aos 2000 gostos (uepáaaaaaaaaaaa) vou comprar duas entradas para o workshop de chocolate ministrado pelo meu querido Célio Cruz do Blog Sweet Gula.

Diz que já nos encontrámos nestas lides dos workshops e eu sou fã do trabalho dele.
O Célio dá o workshop em parceria com a Sílvia dos Bocadinhos de Açúcar (blog que têm também que ir cuscar com urgência!)
O workshop decorrerá no Espaço TEKA no Parque das nações dia 28 de Fevereiro das 15:00 às 18:00.
E perguntam vocês.... "Porque é que compraste DUAS entradas?"
Para oferecer uma delas a quem ganhar este passatempo. É isso mesmo: vou levar comigo um de vocês. E o que têm que fazer?
- Fazer like na página da MartaLaChef
 AQUI
- Fazer like na página da Sweet Gula AQUI
- Fazer like na página da Bocadinhos de Açúcar AQUI
- Partilhar publicamente o passatempo
- Comentar no post do passatempo em MartaLaChef " Eu quero ir ao workshop do chocolate" 


O random.org tratará de sortear um vencedor!

O passatempo termina a 14 de Fevereiro às 20:00.

Boa sorte ;) 








segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Cogumelos shitake com tomate cereja e azeite de alecrim

Há comida sensual. Acho que todos os que gostam de comida concordam comigo.
Shitake é o cogumelo mais sexy do mercado. Consegue-se dele uma entrada simples mas brilhante, um molho de carne dos Deuses, uma sopa de não conseguir parar de comer, uma surpresa dentro de um surpreendente Bife Wellington.

O shitake consegue ser assim, multifacetado. Simples, com um sabor expressivo, mas humilde o suficiente para se deixar conjugar na perfeição com outros ingredientes.

São frágeis, são desengonçados, são atípicos.
São irresistíveis.
Vamos transformá-los numa entrada óptima, rica em sabor e em aroma?

São 5 minutos para deixar alguém rendido.


200 g de cogumelos shitake
8 tomates cereja
5 colheres de sopa de azeite virgem
2 ramos de alecrim
flor de sal a gosto
pimenta preta q.b.


Escove ou limpe suavemente com uma toalha os cogumelos e lave os tomates.
Corte os tomates em quartos e lamine os shitake.
Numa frigideira anti aderente deite 5 colheres de sopa de azeite virgem e os ramos de alecrim.
Deixe aquecer por dois minutos e adicione os tomates, cozinhando cerca de 1 minuto. Por fim, junte os cogumelos, tempere com flor de sal e pimenta e deixe por mais 1 minuto.

Retire e sirva imediatamente.










terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Salada fria de fusili, bacalhau fresco e morango com azeite de alecrim e cebola crocante

Há dias em que a malta perde a cabeça só porque vê um bacalhau fresco, se arma em carapau de corrida (atentem à piada de aquacultura fraquíssima) e vai de comprar o bicho sem saber muito bem o que dali vai surgir.
Ultimamente ando muito criativa , mas ando muito preocupada com uma ementa que tenho que  preparar e depois acho que o que acabo por criar no dia-a-dia fica um bocadinho aquém.
Ainda assim, esta salada saiu perfeita. Bom equilíbrio de sabores, cores lindas, um aroma fresco e um prato com vista.
Foi por terem vindo uns amigos cá jantar que inventei este prato, porque foi um bocadinho em cima da hora e então foi o que me lembrei, tendo em conta o que tinha em casa.
Ainda me brindaram com aquele olhar "quem é que no seu perfeito juízo mistura bacalhau fresco com morangos e massa?" - mas não sobrou nadica! 

Vamos à receita?

500g de fusili tricolor
600 g de bacalhau fresco
250 g de morangos
1/4 de cebola (pode substituir por cebola frita já em pacote, geralmente na zona dos frios nos supermercados)
3 raminhos de alecrim
azeite q.b.
sal q.b.
pimenta preta q.b.

Ponha água a ferver em duas panelas. Enquanto isso, trate da cebola: corte-a em cubos pequenos e frite-a numa colher de sopa de azeite bem quente. Retire e reserve.
Coza a massa por cerca de 9 minutos e o bacalhau por pouco mais... 12 talvez.
Escorra a massa e deixe arrefecer, enquanto retira as espinhas e pele ao peixe e o lasca grosseiramente.
Lave bem e fatie finamente os morangos.
Junte todos os ingredientes numa travessa (ou onde preferir servir) e tempere a gosto com azeite, sal, pimenta preta e alecrim. Misture, prove e rectifique temperos se necessário.










domingo, 18 de janeiro de 2015

Giveaway - almoço para dois n´A Pateira

Diz que eu gosto é de ter leitores contentes e felizes e por isso, vamos iniciar mais um giveaway!
Também gosto de vos dar a conhecer coisas boas e sítios giros e por isso tenho que vos falar da Pateira.
É um espaço único em Lisboa. É estar em pleno campo no meio da cidade. É comer bem. É ter um espaço de deixar qualquer um boquiaberto. É ter um spot secreto, mas querer partilhá-lo com o Mundo.
A Pateira está dentro da Tapada da Ajuda e realiza todo o tipo de eventos: casamentos, baptizados, festas de aniversário, jantares de grupo e meetings empresariais.
Claro está que se não se inserir em nenhum destes, não deixa de poder lá ir: almoce e desfrute da paz, beleza natural e boa comida, entre Terça e Domingo.
Mas como em tudo, o melhor mesmo é ilustrar com algumas fotos que vos deixo aqui, para vos ir abrindo o apetite.












Gostaram? Querem ir lá almoçar? Siiiiiiiiiiiiim?


Então para isso basta fazer um Like na página do restaurante AQUI e na página de Marta La Chef AQUI

Escrevam uma frase com MartaLaChef e A Pateira no post do Facebook e o random tratará de encontrar o vencedor.

O vencedor tem direito a um almoço n´A Pateira para duas pessoas, sem bebidas incluídas.

O passatempo termina dia 23 de Janeiro às 23:59

Boa sorte!

domingo, 11 de janeiro de 2015

Tarte de chocolate com kiwi laminado

E quando nos deparamos com aqueles jantares de última hora e não temos grande coisa em casa, mas temos que apresentar uma sobremesa decente?
Não é fácil, nunca há tempo, o cérebro parece que bloqueia e nunca nos lembramos de nada que demore menos de três horas a confeccionar... o costume, portanto.
Com esta sobremesa, demoram apenas 10 minutos a ter uma espantaréu na mesa. Enche o olho e arregala o palato, ou vice versa.
Temos massa quebrada, kiwi e chocolate. Não combina? Combina, pois. É como rosa e cinzento em moda: não falha. Vamos a isso?

1 embalagem de massa quebrada fresca
200 g de manteiga
200 g de chocolate para culinária
200 ml de natas
3 kiwis

Pré aqueçam o forno a 200ºC.
Disponham a massa numa tarteira, dobrem as "sobras" para dentro e piquem o fundo com um garfo, um pouco por todo o lado.
Levem ao forno, enquanto preparam o recheio de chocolate.
Num tacho pequeno levem a manteiga a lume brando a derreter (não troquem por margarina, por amor ao vosso palato!) e adicionem o chocolate partido em pedaços. Vão mexendo e envolvendo um ingrediente no outro. Quando estiver uniforme, adicionem as natas e misturem bem, até que se fundam na perfeição. Retire do lume.
Retire a massa do forno e recheie-a com este preparado.
Corte o kiwi em rodelas muito finas e vá dispondo (devagar para não afundar o kiwi no chocolate) a gosto. Eu costumo cobrir a tarte toda. Deixem arrefecer e está pronta a servir. Conserva no frio por 5 dias.
Fica a foto!